PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem

14.ª edição do festival Black&White com duas sessões na baixa do Porto

14.ª edição do festival Black&White com duas sessões na baixa do Porto

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O festival audiovisual Black&White, que decorre entre 13 e 14 de maio, vai realizar um “ano de reflexão” com duas sessões apenas, mudando-se para a baixa do Porto, no Passos Manuel, pela primeira vez em 13 edições, para avaliar que tipo de público consegue captar.

“Diria que é um ano de reflexão. Vamos fazer algumas experiências e a [maior] é deslocalizar o festival. É claro que o Black&White continua a ser um festival da [Universidade] Católica, mas vamos tentar chegar ao coração da cidade do Porto”, explicou Jaime Neves, diretor do evento.
Jaime Neves salientou que o facto de o festival dedicado ao som e à imagem a preto e branco acontecer na zona da Foz do Porto, “onde à noite existe uma dificuldade acrescida de transporte”, levou a que tivessem recebido, nos últimos anos, reações do público sobre esses problemas.
“Vamos ter duas sessões muito especiais porque são sessões com 13 filmes, que diria que são 13 dos melhores em competição desde sempre no festival. E vamos perceber o ‘feedback’”, explicou o responsável do evento.
Jaime Neves realçou que a organização quer avaliar como vai reagir o público, ou seja, quantos espectadores vão ter, “se são caras conhecidas ou caras novas” e tentar conversar um pouco depois das sessões.
Na sessão de sexta-feira, 13 de maio, serão exibidas seis curtas-metragens, desde “7:35 de la mañana”, de Nacho Vigalondo, ao brasileiro “Preto ou Branco!”, de Alison Zago, enquanto a sessão de sábado tem programadas sete obras, começando por “La Gran Carrera”, de Kote Camacho, a “Tomorrow-Yeah!” de Daniela Abke.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil