PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem

10 de Junho: Cerimónia Militar do Dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
Este sábado, pelas 10h50, após a intervenção do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa,  decorre a cerimónia de imposição de condecorações a militares agraciados por se terem destacado no cumprimento de missões no âmbito nacional e internacional.

A Medalha Militar de Serviços Distintos destina-se, segundo nota enviada à imprensa, “a galardoar serviços de carácter militar, relevantes e extraordinários, ou atos notáveis de qualquer natureza ligados à vida da instituição militar, de que resulte, em qualquer dos casos, honra e lustre para a Pátria ou para a própria instituição”.
Atribuiu-se, assim, a medalha de Serviços Distintos Grau Prata ao Sargento-Chefe da Policia Aérea, a  António Ribeiro Barreiros, Recuperador Salvador de EH-101.
O Sargento-Chefe António Barreiros tem mais de trinta anos de serviço e a condecoração atribuída é “pela sua carreira e pelas missões de salvamento de vidas humanas, entre as quais se destaca, a missão realizada, a 18 de agosto de 2008, na qual recuperou catorze trabalhadores do farol do molhe Norte da foz do rio Douro, abdicando, durante o salvamento, e de forma estóica, do seu lugar no arnês TRISAR, facto decisivo para o sucesso do salvamento e, ainda, a excelência na execução do salvamento de quatro náufragos do katamaran “NUAGE 4”, a 15 de novembro de 2007”.
Por sua vez, a medalha de Mérito Militar de 2ª Classe foi atribuída ao Capitão-Tenente Mário Cortes Sanches, Imediato do N.R.P. “Vasco da Gama”.
O Oficial Mário Cortes Sanches foi louvado pela comissão de serviço que desempenhou no Estado-maior do Comando Naval, durante 29 meses, denotando “assinalável sólida formação militar e de carácter, onde a perseverança, a determinação, o espírito de iniciativa e a permanente disponibilidade para o serviço, bem como a elevada capacidade de trabalho, foram determinantes para o sucesso do planeamento das operações correntes da atividade das forças e unidades navais, de fuzileiros e de mergulhadores, muito em concreto para as operações INDALO e TRITON, para controlo do fluxo de migrantes na bacia do Mediterrâneo, que decorrem ao longo dos últimos três anos sob égide da FRONTEX, e que servem na sua essência para mitigar o flagelo da perda de vidas humanas naquela região”, pode ler-se na nota.
Por fim, a medalha de Mérito Militar de 4ª Classe ao Primeiro-Cabo foi atribuída a Tiago Silva Portela, Condutor de Viatura Blindada de rodas PANDUR, do Primeiro Batalhão de Infantaria Mecanizada Rodas.
O Primeiro-Cabo Tiago Portela é um militar que no aprontamento da Nato Response Force 16 (NRF16) evidenciou elevados conhecimentos técnicos que contribuíram para o sucesso da sua Força, participando ativamente e sendo um elemento de destaque nos variados exercícios, onde se destacou no exercício multinacional “TRIDENT JUNCTURE 2015”.
“Realça-se o elevado patriotismo, espírito de corpo e sentido do dever que o Primeiro-Cabo Portela exorta diariamente, sendo um elemento positivamente influenciador no que concerne aos seus pares. Pela sua excecional conduta é um distinto exemplo da competência e brio do Soldado Português”, aponta a nota.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil